“A desodorização com sistemas de vários leitos de absorventes em base alumina ativada concentra, em equipamento compacto, as vantagens de um trem de lavado químico e de uma torre de carvão ativado, sem necessidade de manipular produtos perigosos. O uso desses meios filtrantes inorgânicos aporta elevada seleção e rendimento, independentemente da caudal e/ou concentração de compostos malcheirosos, dificílimo de conseguir com outras tecnologias como os tratamentos biológicos”

Já faz algum tempo em que os sistemas de desodorização com absorventes de alumina ativada se converteram em uma interessante opção para corrigir os problemas de odores que surgem em muitas instalações de tratamento de aguas residuais.

A implantação de equipamentos pequenos e compactos com aluminas ativadas, acompanhados de critérios inovadores tão logo ao confinamento dos focos de odor. Neste sentido, é importante destacar que a desodorização de uma zona não se desenha calculando um determinado número de renovações do ar em função do volume da sala que se vai desodorizar, e sim no que se trata exclusivamente do foco do odor, fechando-o para que não se dispersem para o resto da planta/sala.

Desta maneira, o ar viciado captado força para passar através dos adsorventes químicos, que são capazes de eliminar com uma eficácia superior a 99,99% os gases presentes responsáveis pelos odores.

Segundo este critério, desenvolveu-se soluções de desodorização para cada uma das operações que se dão em uma planta de tratamento ou de bombeio de águas residuais e que possam gerar odores, como são as caixas de entrada, poços de bombeio, zonas de desbaste, decantadores, reatores biológicos, espessadores, desidratação de lamas, silos de lamas, etc.

 

 

Unidades de desodorização

Alphachem, empresa criada em 2012 e formada por profissionais pioneiros no uso desta tecnologia, desenha e constrói em Espanha equipamentos de filtração química que incorporam os produtos de Alphasorb, fabricante líder de adsorventes de alumina ativada.

Nos sistemas de desodorização Alphachem dispõe de 2 a 4 leitos de adsorventes químicos distintos, pelos quais é possível eliminar todos os compostos malcheirosos habituais de estações depuradoras e de bombeio de águas residuais municipais. Sua alta capacidade e rendimento para eliminação dos contaminantes, em tempos de residência baixíssimas, permitem, além disso, trabalhar com cargas reduzidas de adsorvente a velocidades de passo elevadas.

Ademais do adsorvente químico, os equipamentos normalmente contam com motor aspirador, condensador de gotas e filtros de partículas.

Estes equipamentos se incorporam dentro de uma solução de desodorização, onde se estuda com detalhe e se propõe atuações sobre cada um dos focos geradores de compostos malcheirosos.

Soluções de desodorização

Em cada caso, e depois de um estudo pormenorizado dos focos de odores se desenha uma solução com as unidades de desodorização mais adequadas, principalmente em função dos seguintes fatores:

– Caudal de ar viciado que se tratará;

– Concentração dos compostos malcheirosos;

– Características próprias do foco de odor;

As reduzidas dimensões dos equipamentos possibilitam a implantação da solução ao lado do foco de odor, de maneira que se reduzem consideravelmente os condutos necessários.

Existem vários tipos de unidades de desodorização, com o adsorvente químico a granel, ou em módulos, para tratar desde o caudal mais baixo até 80.000m³/h. Para caudais superiores se podem utilizar vários equipamentos.

A soma das atuações sobre cada foco de odor será a solução global para o tratamento dos odores.

Alguns exemplos:

  • Espessadores de lamas. Com um pequeno equipamento da gama SF é possível realizar sua desodorização. Para a linha de lamas, há diferentes soluções de confinamento de odores e tratamento com estes equipamentos.

  • Decantadores primários cobertos. Neste caso, é necessário recorrer a um equipamento da lama SFM, que incorporam vários leitos de módulos de adsorvente químico, capazes de tratar caudais elevados. Esta solução pode se dá em qualquer operação confinada da linha de água.

 

img4

 

Vantagens sobre métodos tradicionais de desodorização

A tecnologia Alphachem de desodorização por via seca mediante aluminas ativadas impregnadas apresenta numerosas vantagens frente aos sistemas tradicionais de desodorização em tratamento de aguas residuais, baseadas em carvão ativo (normalmente impregnado em NaOH), biofiltros, ou lavado químico de gases (entre 1 e 3 etapas, ácida, básica e oxidante):

img5

– Os sistemas tradicionais normalmente contam com grandes infraestruturas de captação e canalização de gases através de um sistema centralizado de tratamento, o que gera um custo elevado em condutos e um maior consumo elétrico para a impulsão de gases.

– Os adsorventes de alumina ativada admitem uma ampla categoria de caudal e concentração de gases contaminantes, e seu rendimento não se altera com a variação dos mesmos, como ocorre no lavado químico e os biofiltros.

– A perdida de carga dos adsorventes é baixa e estão ativos a 100% desde o momento em que começa a trabalhar o equipamento.

– Sua alta eficácia assegura a ausência de odores e a saída da unidade (os biofiltros não apresentam rendimentos elevados e o carvão ativo trata preferentemente o sulfeto de hidrogênio).

– As variações de temperatura e de humidade relativa podem dar lugar a importantes problemas de aglomeração do leito de carvão ativado, aumentando notavelmente a perdida de carga do sistema e reduzindo, portanto, o rendimento de desodorização.

– É possível determinar o grau de esgotamento dos adsorventes com exatidão mediante analises químico, o que facilita o seguimento e a previsão de substituição. No caso do adsorvente impregnado em permanganato de potássio também é possível estimar sua atividade pela cor do meio filtrante.

– Resulta muito rentável para caudais e/ou concentrações medias e baixas.

– O sistema de desodorização através de pequenas unidades independentes é muito flexível, apenas tem mantimento e soluciona individualmente cada foco de odor ao tempo que se aperfeiçoa o rendimento do adsorvente.

Compostos malcheirosos mais habituais em aguas residuais municipais

Ácido sulfídrico, ou sulfuro de hidrogênio (H2S), é mais habitual. Gera odor semelhante ao de ovos podres e cria problemas de corrosão ambiental que afetam aos equipamentos eletrônicos de controle. A elevadas concentrações perdem sua percepção odorosa chegando inclusive a ser letal diante de uma breve explosão.

Mercaptanos, normalmente metil ou etil mercaptano: apresentam um umbral de odor baixíssimo, contudo são capazes, mesmo com pouca presença, gerar um grande incômodo.

Compostos orgânicos voláteis (COVs): grupo muito amplo onde podemos encontrar compostos como tolueno, xileno, limoneno e outros, muito desagradáveis pelo seu odor. Em ocasiões, se produzem efeitos sinérgicos de maneira que o odor resultante da mescla pode ser mais desconfortável que a soma das incidências de cada um por separado.

Amoníaco (NH3): muitas vezes seu impacto odorífero está superdimensionado, já que para incomodar sua concentração deve estar acima de 5ppm. É destacável também seu efeito corrosivo sobre a eletrônica.

Derivados amoniacais: dentro desta família podemos encontrar os pirroles, escatoles e outros que podem gerar grande contaminação odorífera.

Derivados sulfurados: tiocresois, tiofenois e sulfuro de carbonilo são os compostos malcheirosos mais comuns.

 

Adsorventes químicos mais utilizados

img6

Alphasorb 8 Esferas de alumina ativada impregnada em permanganato potássico, capaz de eliminar sulfuro de hidrogênio, mercaptanos, etileno, formadeído, SOx, NOx…. Amplamente utilizado em desodorização, controle de corrosão em ambientes industriais, eliminação de etileno para controle de maduração de frutas e verduras, purificação do ar em salas brancas, salas limpas e mesas de lapidação.

Alphasorb 5 Esferas de alumina ativada impregnada para a eliminação de cloro, flúor, bromo, iodo e gases ácidos (p.ej. SO2). De grande utilidade na indústria para controle de escapes dos gases mencionados.

Alphasorb 15 Esferas de alumina ativada impregnada causticamente para eliminação de gases ácidos corrosivos, especialmente sulfuro de hidrogênio. Suas principais aplicações se dão no controle de corrosão em ambientes industriais e na eliminação de odores depuradores de aguas residuais.

Alphasorb 3 Grânulos de zeólitos ativados, especialmente indicada para eliminação de amoníaco e derivados em diferentes industrias e aplicações.

Alphacarb Pellets de carvão ativado de alta qualidade, virgem o impregnado segundo as necessidades de purificação. Produtos específicos para a eliminação de COVs, amoníaco e derivados, vapores de mercúrio ou sulfeto de hidrogênio, assim como para acondicionamento de biogás (eliminação de H2S e siloxanos).

Alphablend 8A Mescla de alumina ativada impregnada em permanganato e pellets de carvão ativado virgem. É capaz de eliminar um amplo espectro de gases. Muito utilizado na desodorização ou controle de COVs e na melhora da qualidade do ar interior em escritórios, hotéis e edifícios públicos em geral.